Diário de Noiva: Criação do Site

Agora é REAL oficial. Eu vou casar!!

Exatamente hoje faltam 96 dias!! ? Oh my God!

Quando marcamos a data do nosso casamento, eu imaginava que seria a noiva mais tranquila da vida. Não entendia porque tanta ansiedade, euforia, nervosismo, essas coisas que todas dizem que sentem.??‍♀️
E foi assim até umas duas semanas atrás, quando então recebi uma lista da minha cunhada com coisas que teria de resolver antes do grande dia.??
Pronto! Desde então já nem sei mais quem sou, eu nem consigo mais dormir.
Daqui até lá falaremos muito da tag casamento. ??

Aproveito para contar que essa semana já risquei mais um item da minha lista ??, criei o nosso site no @icaseibr .
Aproveitei que eles estão com promoção de aniversário e optei pelo plano Black que é o mais completo. Estou amando porque além de ser bem simples de mexer, é bem inteiro e eles te respondem rapidinho. ??  Cada dia eu atualizo um pouquinho e espero que até lá esteja do jeitinho que pensei.❣️

Essa é a capa do nosso site vista pelo celular:

Essa é a capa do nosso site vista pelo computador:

Visite o nosso site clicando aqui.

Mais alguma noivinha ansiosa por aí??

Beijo, Beijo!

Link Interessante: Quero Ficar Rico

Aproveitando a crise financeira que infelizmente encontra-se no nosso país, achei esse link bem interessante para quem quer aprender e começar a poupar dinheiro.

Funciona assim: você pode usar um porquinho, um cofre ou até mesmo uma caixinha e depositar sagradamente o valor estipulado para aquela semana, como se fosse um débito, sabe? A planilha sugere que você comece com 1 real e a cada semana você deposita o mesmo valor da semana anterior + 1 real. Deu pra entender? Se não, dá uma olhadinha na tabela abaixo.

123

 

Começando com R$ 1, no final de 52 semanas (1 ano) você terá R$ 1.378,00. É um bom motivo para querer poupar cada vez mais, não?

Essa e outras planilhas financeiras encontrei para download em excel no site Quero Ficar Rico, que tem o intuito de promover a educação financeira com bastante informação gratuita e de qualidade.

 

Se você também tem uma dica interessante, conta aqui.

 

Beijos!!

Acho Boho!

Boho, na verdade, é uma mistura de várias tendências como hippie, boêmio, folk e vintage. Um estilo que surgiu nos anos 70 , que compõem batas, vestidos de tecidos fluidos, saias longas, túnicas, calças boca-de-sino, shorts com cintura alta e muitos acessórios, como colares e chapéus. Pessoas com este estilo preferem peças confortáveis, desfiadas, sapatos baixos, peças artesanais e por vezes compram itens em brechó. As cores que predominam são vinho, turquesa, caramelo e chocolate.

O Boho fez tanto sucesso por estar associado aos festivais que acontecem ao redor do mundo, que chegou aos eventos mais chiques da alta sociedade se tornando o queridinho de celebridades. Surgindo em 2003, na Inglaterra, o que ouvimos chamar de Boho Chic, principalmente por causa de festivais tipo o Glastonbury. O seu auge em 2004 foi associado à atriz Sienna Miller e a top Kate Moss, no Reino Unido, e nos Estados Unidos as atrizes Mary-Kate e Ashley Olsen.

A saia longa é uma das peças queridinhas e sempre dá um ar despojado ao look. Para deixar a composição mais elegante, combine a saia longa com um blazer e uma ankle boot. Os coletes, geralmente com franjas, podem ser associados com botas, batas e cintos com fivelas grandes, deixando o look mais country. As calças, principalmente pantalona ou flare , ficam ótimas se encaixadas a este estilo. Quem quiser fazer a linha mais sexy, combine o shortinho detonado com uma batinha ou blusinha de renda ou crochê.

Vejam as combinações que selecionei 😉

16                                         26               29 28 27  25 3024                     23 22 21                                20 19 18 17                             15 14  12                             11 10 9                        7 8 6  2                              5                                             3 4  31

Agora me contem o que vocês acharam.

Beijos!!

Dez conselhos para começar o que se deseja

Confesso que gostei tanto desses conselhos que imprimi e colei no meu caderninho para ler todos os dias antes de iniciar minhas tarefas. Resolvi postar ele separado para que além de não ficar tão cansativo, vocês possam imprimi-lo e fazer o mesmo também. rs

Dez conselhos para começar o que se deseja:

  1. Eleja seu propósito e o transforme em seu projeto. É certo que,se fizer uma lista, se dará conta de que tem muitas inquietações. Mas não podemos mudar ou tentar fazer tudo de uma vez. Esqueça seu cérebro multitarefa e não queira modificar tudo em um instante. Quando conseguir automatizar o primeiro, passe ao segundo.
  1. Reflita sobre sua meta. Se responder às seguintes perguntas em relação a seu objetivo, seu compromisso com ele aumentará: O que quero? Por quê? Para quê? Com quê? O “com que” refere-se aos seus pontos fortes, valores e atitudes para consegui-lo. Quando enfrentar algo novo, e tendo em vista que isso implica em sair da zona de conforto, é recomendável ter a segurança e a confiança de que está preparado, que tem capacidade e que irá conseguir. Mesmo que seja difícil.
  1. Faça com que ele caiba no seu dia-a-dia. Não importa o que deseja iniciar, é preciso tempo. Se não abrir um espaço em sua agenda e o transformar em rotina, o normal é que termine postergando o que agora não faz parte de sua vida.
  1. Ressalte seu objetivo. Tudo aquilo que não faz parte de nossa ordem habitual é fácil de ser esquecido. Se tem uma agenda, marque com caneta marca-texto. Se utiliza o alerta do celular, crie um diário com o novo objetivo.Não abuse de sua memória e do “deveria ter me lembrado”.
  1. Cerque-se de todo o necessário, assim não terá desculpas para não começar. Por exemplo, se está de dieta, compre os alimentos do regime; se começou a praticar esportes, busque a roupa que irá usar, ou se começou a tirar fotos, prepare o material.
  1. Comece hoje. Não existe nenhum estudo com rigor científico que relacione a segunda-feira ou o primeiro dia de janeiro exclusivamente com o começo de um novo hábito. A terça-feira e a quinta são dias tão bons como qualquer outro. Deixar tudo para a segunda é outra maneira de postergar e deixar que a preguiça vença sua força de vontade. O melhor dia para começar algo é hoje.
  1. Emocione-se. As emoções avivam a lembrança, produzem bem-estar, e estar apaixonado pelo que se faz fideliza o hábito. Busque como se sente, o que irá conseguir, como irá melhorar sua vida pessoal e profissional. Aproveite e esteja presente.
  1. Não escute a voz interior que lhe diz que está cansado, qual o sentido disso e que a vida é muito curta para não ser aproveitada. Nosso cérebro está muito treinado para criar desculpas e continuar na zona de conforto. Essa voz interior é muito forte e pode ser muito convincente.
  1. Seja disciplinado. Leve seu hábito a sério. E levá-lo a sério não significa se tornar sério, mas que seja uma prioridade, algo para dedicar seu valioso tempo. E que tenha um lugar especial em sua agenda.
  1. Transforme seu novo hábito em sua filosofia de vida. Isso lhe dará outra dimensão e calma. Não se trata de aprender algo agora, mas aproveitar e saber que tem toda a vida para praticá-lo. Se, por exemplo, decidiu começar com a atividade física, não se sinta mal se pular um dia. Tem amanhã, o dia depois dele e toda a vida para fazê-lo. Não se trata de sentir-se culpado. Essa emoção não agrega nada. Só é preciso ser disciplinado e ter seriedade. Se for realmente algo importante, amanhã voltará a fazê-lo. Não é tudo ou nada. É incorporar algo bom para cada um e encaixá-lo na vida para aproveitar, não para que seja mais um sofrimento no caso de não poder realizá-lo um dia.

 

Repost: Ramírez, P; 7 de julho de 2015; El Pais

 

Aguardem novidades porque depois de ler este texto já pensei em um desafio. Hahahaha!!

 

Beijos.

Bastam 66 dias para mudar um hábito

1

Olá meus Amores!!

Faz alguns dias, postei em meu SNAP um artigo que recebi sobre mudança de hábito.

Eu fiquei tão empolgada e crédula no que li, que resolvi compartilhar com vocês. A pesar de enfatizar a mudança de hábitos alimentares e incentivar a prática de atividades físicas , acho que este texto serve para tudo em nossa vida, basta vocês encaixarem o que querem em cada parágrafo.

No final do texto, a autora cita 10 (dez) conselhos para começar o que se deseja. Mas este fica para o próximo post. 😉

Espero que gostem tanto quanto.

Bastam 66 dias para mudar um hábito

O cérebro se reorganiza constantemente se temos interesse em fazê-lo

Mudar alguns hábitos está ao alcance de todos. Para isso, são necessários dois ingredientes importantes: escolher uma mudança que seja coerente com sua escala de valores e treinar até que se torne um hábito. Pouco além disso.

Nada é “obrigatoriamente” para sempre, sequer o que se escolheu como hobby, profissão ou local de residência. A idéia de que podemos ser quem desejamos, praticar novos esportes, aprender outras culturas, experimentar todas as gastronomias, ter outros círculos de amigos… Transformar uma vida parada em outra, rica em oportunidades e variedade.

O cérebro é plástico. As pessoas evoluem, desejamos mudar, crescer interiormente, e estamos capacitados para isso. Ficaram para trás as teorias sobre a morte dos neurônios e os processos cognitivos degenerativos. Hoje sabemos que os neurônios geram novas conexões que permitem aprender até o dia em que morremos. A plasticidade cerebral demonstrou que o cérebro é uma esponja, moldável, e que continuamente vamos reconfigurando nosso mapa cerebral. Foi o que disse William James, um dos pais da psicologia, em 1890, e todos os neuropsicólogos hoje em dia confirmam as mesmas teorias.

O próprio interesse por querer mudar de hábitos, a atitude e a motivação, assim como sair da zona de conforto, convidam o cérebro a uma reorganização constante. Esse processo está presente nas pessoas desde o nascimento até a morte.

Nesta sociedade impaciente, baseada na cultura do “quero tudo já e sem esforço”, mudar de hábitos se tornou um suplício. Não porque seja difícil, mas porque não abrimos espaço suficiente para que se torne um hábito. Não lhe passou pela cabeça alguma vez que, ao começar uma dieta, as primeiras semanas são mais difíceis de do que quando já está praticando há algum tempo? É resultado desse processo. No início seu cérebro lembra o que já está automatizado,o hábito de beliscar, comer doce ou não praticar exercício, até que se “educa” e acaba adquirindo as novas regras e formas de se comportar em relação à comida.

A neurogênese é o processo pelo qual novos neurônios são gerados. Uma das atividades que retardam o envelhecimento do cérebro é a atividade física. Sim, não só se deve praticar exercícios pelos benefícios emocionais, como o bem-estar e a redução da ansiedade, ou para ficar mais atraente e forte, mas porque seu cérebro se manterá ovem por mais tempo. Um estudo do doutor Kwok Fai-so, da Universidade de Hong Kong, correlacionou a corrida com a neurogênese. O exercício ajuda a divisão das células-tronco, que são as que permitem o surgimento de novas células nervosas.

Existem outras práticas, como a meditação, o tipo de alimentação e a atividade sexual que também favorecem a criação de novas células nervosas.

Uma vez que a reorganização cerebral é estimulada ao longo de toda a vida, não há uma única etapa em que não possamos aprender algo novo. A idade de aposentadoria não determina uma queda, nem completar 40 ou 50 anos deveria ser deprimente. Todos que tiverem interesse e atitude em relação a algo estão em boa hora, poderão aprender, treinar e tornar-se especialistas independentemente da idade. Se você é dessas pessoas que se dedicaram durante a vida a uma profissão com a qual viveram relativamente bem, mas ficaram com o desejo de estudar Antropologia, História, Exatas, Artes Plásticas ou o que for, pode começar agora. Não há limite de idade nem de tempo para o saber.

Não deixe que sua idade o limite quando seu cérebro está preparado para tudo. A mente se renova constantemente graças à plasticidade neuronal.

Até há pouco tempo pensava-se que modificar e automatizar um hábito exigia 21 dias. Otimismo demais! Um estudo recente de Jane Wardle, do University College de Londres, publicado no European Journal of Social Psychology, afirma que para transformar um novo objetivo ou atividade em algo automático, de tal forma que não tenhamos de ter força de vontade, precisamos de 66 dias.

Sinceramente, tanto faz se forem 21 ou 66! O interessante é que somos capazes de aprender, treinar e modificar o que desejarmos. O número de dias é relativo. Depende de fatores como insistência, perseverança, habilidades, das variáveis psicológicas da personalidade e do interesse. A mudança está em torno de dois meses e pouco. O que são dois meses no ciclo de nossa vida? Nada. Esse tempo é necessário para sermos capazes de fazer a mudança que desejamos. E isso nos torna livres e poderosos.

Repost: Ramírez, P; 7 de julho de 2015; El Pais